Um senso de pertencimento – Sua família, sua história | A sense of belonging – Your family, your story

by Elis Alves posted 14/09/2015 category Artes/Fotografia, Família, Fotojornalismo de família, Relacionamentos

Minha única avó viva tem uma caixa de tesouros: lá ela guarda fotografias da nossa família que vêm desde os pais dela, da sua infância e juventude, dos casamentos e crianças da família. Um verdadeiro baú de histórias. Da minha história. Da história da minha família. Ela me mostra de onde eu vim, quem foram meus avós, bisavós e tataravós, de quem herdei a cor dos meus olhos, meu tipo de cabelo. Com quem se parece meu temperamento ou de onde vem aquela covinha da minha irmã e do meu sobrinho.

Fotografias são tesouros que guardam a nossa história, nosso senso de pertencer. São memórias vivas que ganham mais valor quanto mais tempo passa. Elas nos contam como eram nossos pais quando se casaram, ou nossos avós antes de envelhecer, ou nossa cara quando éramos bebês, ou as coisas que aprontávamos quando éramos crianças. Quantas memórias formamos a partir da história contada por uma fotografia? Histórias que só nos lembramos porque foram guardadas visualmente.

Em um mundo cheio de mudanças e relações voláteis é esse senso de pertencimento que quero ajudá-lo a dar para sua família e filhos. O ancoramento que vem de saber quem você é e de onde você vêm.

Dizem que uma imagem pode trazer de volta mil memórias; e foi pensando nisto que montei algo exclusivo para você: fotojornalismo de família. Serei a fotógrafa pessoal da sua família por um dia inteiro. Desde a hora em que seus filhos acordam até irem dormir. Um registro completo do seu dia da forma como ele é, com todos os seus detalhes corriqueiros e extraordinários. Aquelas coisas que queríamos tanto poder lembrar anos depois mas que, justamente por acontecerem rotineiramente, não nos parecem importantes e não nos preocupamos em registrar. Aquela cara deliciosa do seu filho quando acorda, os momentos de preparação da comida, as diversas tarefas do dia, as interações, os abraços, os carinhos, os cheiros. Sua casa, sua família, sua história.

Tudo isto para você poder guardar e se lembrar de milhares de outros detalhes que tinha esquecido até ver a foto. O cheiro do cabelo do seu filho, aquela casa que vocês compraram e decoraram com tanto esmero; uma parte da sua história escrita visualmente para você poder visitá-la sempre que quiser.

Se seus filhos já estiverem grandes e seus pais mais velhos serei sua fotógrafa de família mesmo assim. Sabe aquele almoço de família que acontece todos os domingos? Pois é. Passo o dia com vocês documentando tudo: enquanto preparam o almoço, as conversas e risadas durante, a limpeza e cochilos e interações depois. Aquela avó que nunca quer ser fotografada, aquele avô que acha que fotografia é perda de tempo, aqueles que não sabemos quanto tempo mais teremos por perto, eternizados em imagens naturais que trazem consigo mil memórias. Fotografias e vídeo que ao longo do tempo se tornam tesouros valiosos que contam a sua história.

Diferente de um ensaio fotográfico tradicional de família você não precisa posar, se vestir diferente ou se produzir. Este é um registro para aqueles que sabem o quanto vale uma memória, seus relacionamentos, a história da sua família. Aqueles que sabem que o que é verdadeiramente importante vai muito além do que se pode ver.

Isto tudo começou com um texto que li em um texto do Antonio Prata. Nele um taxista conta para seu passageiro fotógrafo o quanto sentia falta da mulher, falecida, e da qual não tinha ‘nenhuma foto’.

‘Mas como assim nenhuma foto?’ pergunta o fotógrafo. ‘Nem de casamento?’

‘Claro que sim,’ responde o taxista. ‘Mas só tenho fotos de eventos fora da nossa rotina normal: um casamento, de férias na praia, estas coisas. Fotos em que ela está diferente do que eu via no dia-a-dia. Mas não tenho nenhuma foto dela em casa, de cabelo preso, sem maquiagem,  fazendo alguma coisa na cozinha… linda como ela era. Dela mesmo, desse jeito, não tenho nenhuma. Essa mulher, esses momentos, ficaram só nas minhas memórias.”

Abaixo segue o tipo de fotojornalismo do qual estou falando. A família queridíssima da Fer e do Gus abriram suas portas e vidas para que eu fotografasse. Apesar de o nosso ensaio não ter sido em uma época fácil (grávida do segundo bebê, com a mais velha doente e uma reforma iminente da cozinha) as fotos e o vídeo retrataram bem o dia e a rotina atual da família. No final, até o mal estar da mais velha se tornou uma ‘bênção disfarçada’ porque ela ficou muito mais grudada com os pais do que normalmente é permitindo que eu capturasse momentos muito lindos entre eles todos. Foram muitas fotos ao longo do dia, abaixo seguem algumas junto com o álbum final e o vídeo. 🙂

Se esse é  o tipo de fotografia que você estava esperando para a sua família, entre em contato! Será um prazer ajudá-lo a guardar sua história!

________________________________________________________________________

My only living grandmother has a treasure box: that’s where she keeps photographs of our family from the time of her parents, to her youth and marriage, her sisters’ weddings and all the children in the family since then. A veritable treasure trove of family history. My family’s history.

It shows me where I come from , who were my grandparents, great-grandparents and great-great-grandparents. It also shows me where the color of my eyes came from or the shape of my hair or whose personality I inherited or where did that dimple, that one that one of my sisters and my nephew have, came from.

Photographs are treasures that record our history, that gives us a sense of belonging. They are living memories whose value only increases as time passes. They show us what our parents looked like when they got married, what our grandparents were like before they got older, what was our face like when we were babies or our adventures growing up. So many memories we have have in our minds are based on the stories we hear and the photographs we got! Things we might have never remembered if they had not been photographed.

In an rapidly changing world full of volatile relationships I want to help you give your family and children this sense of belonging, this anchoring that comes from knowing who you are and where you come from.

They say an image can bring back a thousand memories and this is what was thinking when I came up with this exclusive concept: family photojournalism. I’ll be your family’s personal photographer for an entire day. From the time your children wake up to the time they go to bed. A complete record of your day just the way it is; with all its ordinary and remarkable details. Those things we wanted so bad to be able to remember years later but, for the fact that they seemed so routine, didn’t seem important enough to be registered. That face and hair your child wakes up with, the food preparations, the various tasks during the day, the interactions, hugs, caresses, the fun. Your home, your family, your story.

All of this just so you can keep it in visual form and remember a myriad of details you had forgotten until you see the picture again. The smell of your child’s hair, that house you bought and decorated with such  care, a part of your story written visually for you to be able to revisit it whenever you want.

If your children are already grown up and your parents are older, I can still be your photographer. You know that family lunch you have every sunday? Exactly. I’ll spend the day with you documenting everything: the food prep, the talks and laughter while you eat, the clean up and naps and interactions after. That grandma who never wants to be photographed, the grandpa who believes photography is a waste of time – those we don’t know how much longer we’ll have around – recorded in natural images that bring with themselves a thousand memories. Photography and video that become ever more valuable as time goes by because they tell your story.

Unlike a traditional family photoshoot you don’t have to pose, put on different clothes or get made up. It’s the kind of record keeping for those who know how much a memory, your relationships, your family history is worth. Those who know that what is truly important goes far beyond what the eyes can see.

All this began with a blog post I read a few years ago by Antonio Prata somewhere on the web. In it a taxi driver tells his passenger, a photographer, how much he missed his deceased wife and how he didn’t have ‘any pictures’ of her. ‘What do you mean you have no photos of her?’ asked the photographer. ‘What about your wedding pictures?’

‘Well, of course I have them,’ the driver answers ‘but only pictures of events that had nothing to do with our normal routine. Pictures at weddings, on the beach on vacation, that kind of stuff I do have. But she’s always different from the way she looked in our daily lives. I don’t have any pictures in which she has her hair up, working in the kitchen, no make up… as beautiful as she was. I don’t have any of these kind of pictures. This woman, these moments now only lives in my memories.’

Below you will find the kind of family photojournalism I’m talking about. In spite the fact that the day was not in the easiest of times for them – she was pregnant with her second child, the oldest had an awful sinus infection and they were preparing for a kitchen overhaul – the video and photographs show well what their days and their routine are like before the second baby comes. In the end, even the oldest child’s sickness became a blessing in disguise because she spent more time on their laps than if she had been alright. And that made for some beautiful moments I could capture in photographs. There were many photographs along the day and you can see some of them below along with the video and a sneak peek of the album. 🙂

If this is exactly the kind of photography you were looking for your family, get in touch! It will be a pleasure to help you record and keep your family history!

Sorocaba, SP - Junho 2015

Sorocaba, SP - Junho 2015

Sorocaba, SP - Junho 2015

Sorocaba, SP - Junho 2015

Sorocaba, SP - Junho 2015

Sorocaba, SP - Junho 2015

Sorocaba, SP - Junho 2015

Sorocaba, SP - Junho 2015

Sorocaba, SP - Junho 2015

Sorocaba, SP - Junho 2015

Sorocaba, SP - Junho 2015

Sorocaba, SP - Junho 2015

Sorocaba, SP - Junho 2015

Sorocaba, SP - Junho 2015

Sorocaba, SP - Junho 2015

Sorocaba, SP - Junho 2015

Sorocaba, SP - Junho 2015

Sorocaba, SP - Junho 2015

Sorocaba, SP - Junho 2015

Sorocaba, SP - Junho 2015

Sorocaba, SP - Junho 2015

Sorocaba, SP - Junho 2015

Sorocaba, SP - Junho 2015

Sorocaba, SP - Junho 2015

Sorocaba, SP - Junho 2015

DSCF0109

DSCF0111

DSCF0112

DSCF0113

DSCF0114

DSCF0115

DSCF0120

E abaixo o vídeo.  |  And below you’ll find the video.

Um dia na vida da Familia Romero Grande | A day in the life of the Romero Grande family from Elis Alves Photography on Vimeo.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *